A A A C
email
Retornando 142 resultados para a tag 'educaçãoinfantil'

Terça-feira, 15/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Representante de Turma - Desenvolvendo a Cidadania

Tags: 2ªcre, educaçãoinfantil.

 

Os alunos do EDI Igor Moraes da Silva participaram de um projeto que incentivou a cidadania e o pensamento democrático.

 

A partir do momento de eleições que vivemos no segundo semestre de 2018, a professora Tamires Coutinho, regente do Maternal, no EDI Igor Moraes da Silva, aproveitou para desenvolver um projeto cujo os objetivos foram a participação cidadã dos alunos e o incentivo ao pensamento democrático, que contou ainda com a colaboração das auxiliares Viviane Belo e Maria do Carmo.

 

 


O projeto destacou a importância de introduzir a responsabilidade social desde a Educação Infantil. Com a eleição do representante de turma, as crianças do maternal II puderam desenvolver aos poucos as primeiras noções de cidadania, participação política, entendimento do sistema eleitoral (voto individual e secreto, urna, cabine, primeiro turno e segundo turno - quando acontece empate), possibilitando assim a formação inicial de uma consciência política.

 

 

 

 


“Quem você acha que será um bom representante?” – Pergunta feita pela professora Tamires, antes dos alunos escolherem o voto.


A ideia promoveu nos alunos atitudes de cooperação, participação, responsabilidade, tolerância, sensibilidade e espírito de liderança. “Quem ganha a votação se compromete a ajudar a todos no que for preciso e a ser um bom exemplo para seus amigos.” Explica a professora.

 

 

 


As crianças adoraram e ficaram entusiasmadas com o projeto. As famílias e a comunidade escolar apoiaram a ideia.


Em um primeiro momento, foi perguntado aos alunos quem gostaria de se eleger representante. Apenas as fotos das crianças interessadas foram disponibilizadas dentro da cabine para votação. Como ainda são muito pequenos, o sistema de organizar por fotos é importante para que eles possam escolher visualizando. Cada um escolheu um amigo para votação e escreveu o nome do candidato eleito em um papel legível e grande (trabalhando o letramento e o reconhecimento das letras). 


Após todos votarem, os alunos sentaram na roda junto com a professora e contaram juntos os votos. Se houvesse empate, haveria segundo turno.


A criança com mais votos seria o representante durante toda semana, colocaria um crachá de representante e se comprometeria a ajudar todos os amigos e a dar bons exemplos.


“Acho muito bom eles poderem exercer a cidadania. Gostei muito do projeto”. Relatou a mãe de uma aluna da turma. Ela disse, ainda, que a filha chegou em casa contando que votou e que o amigo tinha sido eleito.


Agradecemos a professora Tamires Coutinho por compartilhar conosco esta atividade que incentivou a cidadania e o pensamento democrático na Educação Infantil.

 

Quer saber mais?

O contato do EDI Igor Moraes da Silva é: edisete@rioeduca.net

Telefone: 2484-7809

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

 

 



 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 20/12/2018

Um tesouro a ser descoberto

Tags: 1ªcre, educaçãoinfantil, edi, passagem.

 

Alunos de Creche da 1ª CRE tiveram o primeiro contato com o novo espaço educacional, que frequentarão no ano letivo de 2019.

 

Com o objetivo de tranquilizar as famílias e os pequenos alunos, em razão da transição para novo espaço educacional, a Creche Municipal Eduardo Moreira dos Santos, em parceria com o EDI Morro dos Telégrafos, realizaram nesse mês de dezembro uma atividade de acolhimento para os alunos e responsáveis, que a partir de 2019, estarão frequentando este novo ambiente.

 

 


A visita da creche ao EDI começou com uma contação de história, escrita e ilustrada especialmente para esse momento. O texto escrito valoriza o novo espaço como um tesouro a ser descoberto, um espaço onde os pequenos encontrarão novos amigos, pessoas, coisas e lugares que lhes trarão afeto, segurança e despertarão emoções. A história foi uma ação motivadora que despertou em todos o interesse em conhecer o novo espaço: o EDI Morro dos Telégrafos

 

 

 

 

Ao final da contação, foi proposto uma caça ao tesouro, que estava escondido na nova unidade escolar, seguindo as pistas apresentadas na história que eles ouviram.

 

 

 


Em seguida, crianças, familiares, direção e equipe foram recebidas pela gestora da nova unidade, participaram do desjejum e puderam conhecer e se integrar ao novo espaço. As crianças e responsáveis tiveram oportunidade de conhecer as salas, sendo acolhidos pelos professores.

 

 

 


 

Além disso, os alunos do EDI Morro dos Telégrafos apresentaram um brinquedo cantado para as crianças e familiares visitantes da Creche. 

 

 


A professora Marcela Lemos nos diz: “achei produtivo e gratificante, pois possibilitou conhecer e despertar nas crianças a curiosidade pelo novo espaço e perceber nas famílias a alegria em ver seus filhos animados com a futura escola”.

 

 


Ficou curioso para saber o que caçavam?


Para saber mais:

Creche Municipal Eduardo Moreira dos Santos

Telefone: 3895-2939

E-mail: cmesantos@rioeduca.net

 

Contato para publicações:


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 04/09/2018

Psicomotricidade em Ação

Tags: 2ªcre, educaçãoinfantil, psicomotricidade.

 

Os alunos do Espaço de Desenvolvimento Infantil Igor Moraes da Silva participaram de atividades que possibilitaram a percepção da consciência corporal e a expressão com movimentos variados.

 

A professora Tamires Coutinho, Professora da Educação Infantil no EDI Igor Moraes da Silva, contou ao portal Rioeduca sobre as atividades de psicomotricidade realizadas com os alunos.


O projeto foi elaborado pela professora Tamires e realizado na turma do Maternal 2 com a ajuda das auxiliares Maria do Carmo e Viviane Belo.


Durante uma semana, os alunos participaram de atividades cujo objetivo foi criar consciência corporal e perceber as possibilidades de se expressar com movimentos variados, através de padrões como: velocidade, espaço, tempo e lateralidade. As crianças, além de se divertirem com as aulas, criaram, interpretaram e se relacionaram com o outro e com o mundo em que vivem.

 

 

Alunos realizando atividades com o  auxílio da professora.

 


“Na infância a Psicomotricidade vai potencializar o desenvolvimento da função simbólica. O desenvolvimento de habilidades corporais como o equilíbrio, coordenação, dissociação, orientação espacial e temporal – devendo-se, para tal, praticar uma ação pedagógica desinibidora, que proporcione situações receptivas, seguras e gratificantes. E a elaboração da noção corporal, uma vez que, com um maior entendimento sobre si mesma, a criança capacita-se para uma melhor compreensão em relação a si e ao mundo.” Diz a professora Tamires Coutinho

 

Vejamos abaixo como as atividades do projeto foram realizadas:


Criação de circuito dentro de sala que requer diferentes movimentos

Materiais: Colchão para cambalhota, cadeira para o pulo, túnel para passar por dentro, entre outros. 

Passo a passo: Explicar a atividade e criar um ambiente desafiador e estimulador; incentivar que as crianças torçam para os amigos falando o nome, batendo palmas e comemorando ao final do circuito completo; acompanhar a criança em cada movimento para ajudar, caso haja dificuldade na execução. 

 

É interessante ver como eles ganham confiança aos poucos vendo seus pares e com incentivos de encorajamento.

 

 

Atividade no circuito.

 

 

Atividade no circuito.

 

 

Atividade no circuito.

 


Elástico como uma “teia de aranha”

Material: Elástico

Passo a Passo: Prender o elástico grande de ponta a ponta fazendo um zig-zag em um corredor onde as crianças possam passar.

Esta atividade é muito simples e legal, porque cria um ambiente de brincadeira, no qual são obrigados a passar por cima ou por baixo, desafiando, assim, movimentos mais complexos para que consigam concluir a tarefa. É interessante colocar recursos visuais, sonoros ao longo dos fios, como tampinha de garrafas, para os pequenos explorarem.

 

Brincadeira com bambolê

Material: Bambolê

Passo a passo: Fazendo caminhos com os bambolês de modo que as crianças pulem com os dois pés, imitando um coelho para chegar ao final; deixar os bambolês livres para brincadeira e exploração pelos pequeninos, dessa maneira, surgem várias propostas legais e divertidas.

 

Separação de pecinhas por cores

Materiais: A atividade pode ser feita em grupos, com bambolês e pecinhas de encaixe coloridas.

Passo a passo:  Explicar que todos devem colocar as pecinhas dentro do bambolê de cor respectiva; separar por cor no “Já!”.

É muito legal observar o diálogo e como um corrige o outro, fazendo com que aprendam juntos.

 

Trabalho em equipes utilizando os bambolês.

 

 

Trabalho em equipes utilizando os bambolês.

 

A equipe pedagógica e os responsáveis deixaram seus depoimentos sobre o projeto:

 

Muito legal, parabéns professora Tamires pelo seu trabalho com as crianças” – Ana Paula Salvino (Mãe de aluno)

 

“Acho legal ver o desenvolvimento ao longo das atividades propostas e como eles gostam do lúdico”Viviane Belo (AEI)

 

“As atividades desenvolvidas são de grande importância para o desenvolvimento motor e cognitivo das crianças, trabalham também a socialização e respeito as regras. São atividades lúdicas, mas ao mesmo tempo desafiadoras, onde as crianças participam com interesse e entusiasmo" - Maria Cláudia (Diretora Adjunta)

 

 

Agradecemos a professora Tamires Coutinho por compartilhar conosco os relatos deste projeto que fala sobre a importância da Psicomotricidade na Educação Infantil.

Desejamos sucesso a toda comunidade escolar.

 

 

O contato do EDI Igor Moraes da Silva é: edisete@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/08/2018

As Aventuras de Alfa e Beto

Tags: 1ªcre, educaçãoinfantil, riodeleitores, projetos.

 

De forma lúdica, projeto envolve a família em atividades de letramento em turma de Educação Infantil.

 

Com o objetivo de iniciar o letramento, de forma lúdica e prazerosa , a professora Gisele, da turma de Educação Infantil da Escola Guatemala, desenvolve, ao longo do ano letivo, o projeto “As aventuras de Alfa e Beto”.

 

 

 


Inicialmente, a professora Gisele idealizou e mandou confeccionar dois bonecos, um branco e outro pardo. Os bonecos são irmãos gêmeos e receberam os nomes de Alfa e Beto, em uma alusão ao alfabeto, objetivo fim do projeto.


A professora elaborou uma carta para as famílias, explicando como o projeto seria desenvolvido e como as famílias participariam do mesmo. Na carta as famílias autorizaram a participação das crianças e se comprometeram a zelar pelos bonecos durante a permanência dos mesmos em suas casas.

 

 


No mês abril, a professora apresentou Alfa e Beto às crianças. Explicou que eles eram novos amigos da turma e que, uma vez por semana seria realizado um sorteio entre os alunos da turma para saber qual aluno levaria o amigo para casa. Alfa é o amigo que visita os alunos da turma EI51 e Beto é o amigo que visita os alunos da turma EI52.

 

 

 


O projeto funciona assim: a professora lança uma letra do alfabeto e trabalha com a turma, no final da semana acontece o sorteio e a criança leva o amigo para casa com a proposta de fazer uma aventura em família envolvendo a letra trabalhada. Na sacola personalizada, junto com o amigo, segue o Passaporte de aventuras, onde a família registra a aventura realizada e anexa uma foto.

 

 


 


A primeira aventura foi realizada na escola, para servir como exemplo para as demais. A professora Gisele lançou a letra A e fez a brincadeira Amarelinha com as crianças.

O projeto tem uma página na Rede Social Facebook, onde semanalmente são registradas as fotos das aventuras, de forma que todas as famílias das turmas possam acompanhar o desenvolvimento do projeto.

 

Clique na foto abaixo para acessar a página:

 

 

A partir da letra B as aventuras foram feitas pelas famílias. Eventualmente, a professora realizará aventuras na escola, já que são apenas 20 alunos por turma e o alfabeto possui 26 letras. Alfa foi para a casa da ADRIELLE. A aventura escolhida pela família foi a brincadeira “BATATA QUENTE. Beto foi para a casa da MARINA. A aventura escolhida pela família foi brincar no Balanço da pracinha.

 

 

 

 

E assim, Alfa e Beto vão vivendo várias aventuras, ao longo do ano, seguindo as letras do Alfabeto. Visitaram pracinhas, foram a Feira de São Cristóvão, ficaram em casa... E continuam vivendo muitas aventuras.

 

 

 


Quando o alfabeto terminar, a professora pretende fazer uma festa de aniversário dos amigos como finalização do projeto, preferencialmente no dia da criança.

 

Através do retorno nos comentários na Rede Social e das agendas, além do feedback dado na reunião de responsáveis, já foi possível perceber a satisfação das famílias! “Estamos todos muito animados com o projeto!”, finaliza a professora Gisele Lima Tílio.

 

 

 


E por falar em professora Gisele, outro grande trabalho desenvolvido com Educação Infantil já foi destaque aqui no Portal Rioeduca, “O passaporte da Leitura”. Clique na foto abaixo e releia esse belíssimo projeto.

 

 


 


Para Saber Mais:

ESCOLA MUNICIPAL GUATEMALA

Telefone: 2224-7687

E-mail: emguatemala@rioeduca.net

Direção: Rose Leon

Direção-Adjunta: Marília Amaral

Coordenação Pedagógica: Márcia Cristina Hernandes

Professora Responsável pelo Projeto: Gisele Lima Tílio

 


 


   
           



Yammer Share