A A A C
email
Retornando 76 resultados para a tag 'alfabetização'

Segunda-feira, 28/05/2018

O Lúdico na Alfabetização

Tags: 6.ª cre, alfabetização.

 

A professora Michele Barabani é regente no CIEP Poeta Fernando Pessoa. Ela atua com a turma 1202 e realiza um trabalho de excelência voltado para a alfabetização de seus alunos. Vamos conhecer um pouco das atividades que ela desenvolve com seus alunos?

 

O CIEP Poeta Fernando Pessoa funciona em horário integral

 

As atividades desenvolvidas pela professora Michele Barabani com os alunos do 2.º ano têm por objetivo estimular a leitura e a escrita de palavras do cotidiano. Além disso, as atividades também visam desenvolver a atenção, a coordenação motora fina, a memória e diversas outras habilidades como: observar, comparar, analisar e sistematizar. No dia a dia, são realizadas através de contação e recontação de histórias, leitura, escrita e produção de textos, musicalização, leitura de imagens, formação de frases e palavras, auto ditado entre outros. Sempre partindo do método analítico. 

 

Ao pesquisar tarefas novas para a turma, a professora encontrou, em um blog sobre alfabetização, Quebra Cabeça de Palavras. “Trouxe para a sala de aula e expliquei ao grupo sua função principal: formar o nome da figura desenhada em todas as fichas. Deixei que eles escolhessem suas figuras de acordo com o grau de segurança que sentiam. Conforme formavam as palavras, trocavam por outras mais difíceis. Assim, todos participaram”. – relato da professora Michele

 

Montagem do alfabetário

 

Montagem de palavras com blocos silábicos

 

Além desta, a docente vem realizando outras atividades lúdicas com seus alunos, em busca de uma alfabetização divertida e eficaz, são elas: formação de palavras com o alfabeto móvel; blocos e rolinhos silábico; auto ditado divertido; formação de palavras com massa de modelar e o piquenique literário. Todas aceitas com sucesso pelas crianças.

 

Segundo a professora Michele, ao realizar as atividades lúdicas ela percebe que seus alunos desenvolvem a criatividade, o desejo de aprender, a vontade de participar e colaborar com o outro, o senso crítico e o prazer da conquista.

 

“Quando percebem o acerto, sentem-se muito felizes e fazem questão de compartilhar a alegria comigo e com os outros. Eles passam horas na realização destas atividades e, com certeza, aprendem com muito mais facilidade”. – fala da prof.ª Michele Barabani

 

Montagem de palavras com massa de modelar e cartões 

 

Rolinho silábico

 

 

Piquenique Literário

 

Acompanhando o trabalho da professora, é perceptível que ela tem plena consciência de seu papel na alfabetização de seus alunos. Age com carinho, dedicação e oferece múltiplas oportunidades para que seus alunos exerçam as funções de leitores, escritores e produtores de conhecimento. Além de, a cada dia, renovar sua prática docente, visando contribuir de forma significativa no desenvolvimento desses pequenos cidadãos que estão sob a sua responsabilidade pedagógica.

 

Parabéns, professora Michele Barabani, por utilizar as atividades lúdicas para transformar os processos pedagógicos em momentos agradáveis, descontraídos e produtivos. Que sua experiência possa inspirar outras docentes!  É um orgulho tê-la na 6.ª CRE!

 

Que conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido pela professora Michele Barabani? Entre em contato com ela!

Prof.ª Michele Barabani

E-mail: barabani.mi@gmail.com

Telefone: (21) 3358-0294

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 30/04/2018

Wolbito, O Mosquito do Bem!

Tags: 1ªcre, eventos, projetos, saúde, pse, alfabetização.

 

Através de Atividade Lúdica, professores Alfabetizadores são chamados a participação na campanha “Aqui Mosquito não se cria 2018”.

 

Durante Encontro dos professores do Time de Alfabetizadores da 1ª Coordenadoria Regional de Educação, realizado no mês de Março, os participantes foram convidados, juntamente com seus alunos, a se engajarem na continuidade das ações de combate à Dengue, Zika e Chikungunya.

 

 


Através de atividades que uniram conhecimento e brincadeira, os professores participantes puderam aprender sobre o processo biotecnológico de modificação do mosquito Aedes Aegypti e sua transformação no “Wolbito”, o mosquito do bem, incapaz de transmitir o vírus das arboviroses. Transformação essa que ocorre no Aedes, quando o Wolbachia, um microorganismo que vive naturalmente nas células de alguns insetos, é inserido no mosquito, reduzindo sua capacidade de transmissão das doenças. Descoberto na Austrália e trazido para o Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz, é um método natural, seguro e autossustentável.

 

 

Professora Renata Ricoca, apresentando a proposta de atividade com o Wolbito

 


As atividades propostas aos professores, proporcionaram que os mesmos conhecessem as diversas etapas do processo: a transformação do Aedes em Wolbito, a importância dos viveiros e a participação da FIOCRUZ nesse processo.

 

 

 


Foi discutido também a importância e o papel da Rede Municipal de Educação no apoio e na divulgação para que a sociedade entenda e participe da campanha, assim como,  o papel da escola como difusora do conhecimento científico e como transformadora da realidade.


Temas como biotecnologia, impactos ambientais , cadeia alimentar, equilíbrio ecológico, dentre outros, foram levantados como temáticas que poderão ser trabalhadas com os alunos .

 

Professora Mônica, dinamizando a atividade com os professores.

 


Os professores também conversaram sobre a capacidade de multiplicação da informação e sua territorialização no mapa da 1ª CRE.


Nesse contexto, foi proposta a utilização das Redes Sociais para compartilhamento das ações de sucesso no desenvolvimento do trabalho nas unidades escolares, através da hastag #wolbitona1cre.

 


E você, está fazendo sua parte ?

 


Para Saber Mais:

Gerência de Educação

Telefone: 2233-4839

E-mail: gedcre01@rioeduca.net

 



 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 06/12/2017

Mostra de livros da Escola Municipal São Domingos

Tags: 3ªcre, alfabetização, mostra.

 

   A IV Mostra de Livros da Escola Municipal São Domingos acontece anualmente, sendo o projeto que na sua essência promove em toda comunidade escolar a valorização da alfabetização e dá visibilidade às produções dos alunos.

 

 

Sob a Coordenação da Equipe gestora da unidade escolar composta pela diretora, a professora  Denise Lacerda, a diretora adjunta professora  Leila da Silveira bezerra e da Coordenadora Pedagógica professora Samantha Alves, as professoras regentes da Escola Municipal São Domingos, realizaram a IV Mostra de Livros da São Domingos. 

O projeto teve seu início no ano de 2014 pelas mãos da então professora regente do 1º ano, Samanta com apenas duas turmas do 1º ano. O projeto rendeu frutos pois hoje envolve todas as turmas da escola num ambiente de aprendixado ludico, de estímulo à leitura para toda a comunidade escolar.

Neste ano os diferentes temas foram apresentados nos seguintes livros: Autobiografia, Diário de Ciências, Cordel, Festa Junina, Luiz Gonzaga, Poesias, Mitos do Folclore, Brincadeiras Regionais, Regiões Brasileiras, Carinhas das Turmas e Vivências da Língua Espanhola, visitados nas salas de aula, pelos responsáveis, guiados por seus filhos.

 

 

A Professora Denise Lacerda explica um pouco do que é,de como acontece a IV MOstra de Livros da São Domingos: 

A Mostra de Livros da Escola Municipal São Domingos acontece anualmente, sendo um projeto que na sua essência promove em toda comunidade escolar a valorização da alfabetização e dá visibilidade às produções dos alunos.

Desta forma, a Mostra de Livros da Escola Municipal São Domingos traz os trabalhos realizados ao longo do ano, pelos alunos do 1º ao 3º ano. Os trabalhos unem a literatura a diferentes disciplinas e são apresentados aos responsáveis nesta culminância, em diversos formatos como: dramatizações, contações de histórias, apresentações musicais, além de desenhos e livros escritos e ilustrados pelos alunos.

 

 

Este projeto na sua essência promove para toda a comunidade escolar o nosso objetivo com a alfabetização e o letramento dos nossos alunos, pois trabalhamos com a valorização e constituição de sujeitos leitores e escritores, ao possibilitarmos a formação de leitores aptos a ler e interpretar o mundo, além de escritores capazes de criar novas histórias transformando a realidade.

Nesse sentido, é valorizada a autonomia do aluno em relação às suas próprias aprendizagens, ao mesmo tempo em que ele é envolvido em processos cooperativos, por meio de atividades diferenciadas de leitura e escrita.

Todas as diferentes temáticas apresentadas pelas turmas são desenvolvidas a partir da construção de projetos com os alunos durante todo o ano.

 

 

Enriquecendo o evento, contamos com a presença da escritora Sônia Rosa, encantando com suas histórias e uma emocionante dramatização vivida pelos alunos da escola, do livro de sua autoria "Quando a escrava Esperança Garcia escreveu uma carta."

 

 

Para conhecer um pouco da Professora-Escritora Sônia Rosa 

Sônia Rosa é uma escritora brasileira, professora da Rede Municipal de Educação do Rio de janeiro que se dedica a literatura infantil, possuindo aproximadamente 40 livros publicados, dentre os quais destacam-se Amores de Artistas, livro com o qual ganhou o selo de altamente recomendável da FNLIJ em 1999. 

Em 1999 ganhou o diploma Orgulho Carioca, em reconhecimento das atividades voltadas para melhorar a educação pública municipal.

Por conta do trabalho em prol da leitura que desenvolve na Rede Municipal de Educação do Rio de Janeiro, recebeu muitas  homenagens, destacam-se : A Escola Municipal Edmundo Lins, localizada no bairro de Ramos, que  batizou  sua Sala de Leitura com o  nome da escritora, A Escola Municipal José Pancetti (Realengo, 2002) e a Escola Municipal Marechal Trompwsky (Mangueira, 2007), também inauguraram suas Salas de Leitura Sonia Rosa. E ainda a Sala de Leitura da escola Escola Municipal Miguel Gustavo, em Cordovil, reinaugurada em 2008 recebeu o nome de O Menino Nito , título do primeiro  livro da escritora.

Suas obras podem ser encontradas nas livrarias a em todas as Salas de Leitura da Rede:

 

 

Depoimento da Diretora Denise Lacerda sobre o principal valor da VI Mostra de Livros: Acreditamos que uma criança convivendo com livros, ouvindo histórias lidas por adultos, vendo adultos lendo e escrevendo, cultivará e exercerá práticas de leitura e escrita, ainda mais motivada.

 

Parabenizamos toda a comunidade escolar da Escola Municipal São Domingos pela excelente iniciativa e também pela homenagem a nossa Prata da casa.. professora Sônia Rosa. 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 05/12/2017

A Leitura e a Escrita das Crianças na Ciência, na Arte e na Vida

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura.

 

A V Semana de Alfabetização na Escola Municipal Afrânio Peixoto trouxe aos alunos ricas experiências pedagógicas. Os educandos participaram de atividades que envolveram Artes, Literatura e Ciência.

 

A V Semana de Alfabetização na Escola Municipal Afrânio Peixoto foi marcada por encontros culturais, artísticos, de vida e de conhecimento.

Nela, a escola recebeu a visita do Astrônomo Sherman, que trabalha no Planetário da Gávea; do teatro realizado pela CET-Rio, com posterior oficina de desenho com as crianças e capacitação com as professoras; da contação da história de Sylvia Orthof “UXA, ora fada, ora bruxa”; de atividades com artes plásticas (desenho, pintura, massinha e outros), feitos em sala de aula com as professoras; da construção de dois murais coletivos intitulados “Este é o Meu Jardim” e “A Leitura e a Escrita das Crianças na Ciência, na Arte e na Vida”; do Sarau de Poesias com o Programa Novo Mais Educação; e de um grande lanche literário.

No dia da visita do Astrônomo Sherman as crianças puderam observar elementos do Universo, do nosso planeta e participar de um jogo onde elas puderam ser as peças e fazer os movimentos da Terra (Rotação e Translação/Revolução), em seguida a este jogo começou uma palestra onde utilizava da observação de imagens para trazer mais informações sobre os planetas, as estrelas entre outras informações sobre o universo. Por fim, o Astrônomo respondeu às perguntas que as crianças fizeram.


Foi um momento de muito entusiasmo, cultura e aprendizagem!

 

Visita do Astrônomo Sherman.

 

O teatro apresentado pela CET-Rio com o título “A Caminho da Escola” foi a representação da linguagem cênica para os alunos que puderam experienciar esse momento lúdico onde houve a possibilidade de criar e recriar significados do cotidiano do trânsito que está sempre presente em nossa vida e por meio da atividade atentar para a grande importância do conhecimento da linguagem simbólica.

 

Teatro "A Caminho da Escola"

 

A contação da história de Sylvia Orthof intitulada “Uxa, ora fada, ora bruxa” foi feita por um membro da equipe da escola e fala sobre as diversas facetas. Por vezes, somos bondosos e, em outros momentos, nos transformamos em bruxas e/ou bruxos e fazemos algumas maldades.

Trazer para o cotidiano escolar de forma lúdica esse dualismo que cada sujeito possui dentro de si, colabora para torná-lo potente em produzir mudanças em seu cotidiano. “Uxa, ora fada, ora bruxa” nos convida a pensar, agir, se divertir e criar novas formas de viver. 


A fada/bruxa trouxe muita alegria para a escola!!!

 

Contação da história de Sylvia Orthof intitulada “Uxa, ora fada, ora bruxa”.

 

O desenho, a pintura, entre outras expressões plásticas fizeram parte da Semana de Alfabetização e as crianças criaram e recriaram cenas de seus cotidianos, ressignificando os mesmos, contando suas histórias e ideias, enfim, expondo sua arte pelo espaço escolar.

 

Oficina de desenho e pintura.

 

Os dois murais do térreo da escola foram eleitos para contemplarem a Semana de Alfabetização. O mural intitulado “Este é o Meu Jardim” buscou trazer a idéia das crianças em seu cotidiano e o mural “A Leitura e a Escrita das Crianças na Ciência, na Arte e na Vida” trouxe alguns momentos vivenciados na Semana de Alfabetização na unidade escolar.

 

Murais do pátio da escola.

 

A escola realizou, junto ao Programa Novo Mais Educação, um Sarau de Poesias onde o mediador Claudio recitou suas poesias e de outros autores. Por fim, as crianças que quiseram puderam recitar poesias, ou contar uma história ou ainda contar algo de suas próprias vidas.

 

Sarau de Poesias

 

A unidade escolar encerrou a Semana de Alfabetização com um grande lanche literário, onde as crianças escolheram livros para ler, contar e se confraternizar com os amigos, saindo da escola com um conto clássico de lembrança pela semana.

Foi um momento mágico de interação com os amigos e de encontro com a literatura. Foi também uma semana onde a alfabetização e a escola como um todo se permitiu conhecer, criar, recriar e levar esses momentos para a vida.

 

Lanche literário.

 

Agradecemos à equipe pedagógica da Escola Afrânio Peixoto por compartilhar conosco as atividades da Semana de Alfatização e desejamos sucesso!

O contato da unidade escolar é: emafraniop@rioeduca.net

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 


   
           



Yammer Share