A A A C
email
Retornando 312 resultados para a tag '9ªcre'

Quinta-feira, 10/08/2017

CIEP Pontes de Miranda no Cultivo de Horta Hidropônica

Tags: 9ªcre, horta, hidroponia, técnicas agrícolas.

 

A horta hidropônica do CIEP Francisco Cavalcante Pontes de Miranda, em Campo Grande, teve início no ano de 2007 e até hoje envolve toda a comunidade escolar do CIEP Francisco Cavalcante Pontes de Miranda, que atende a 386 alunos de 1º ao 6º ano da Unidade Escolar e é realizada pelo Profº Lúcio Teixeira, de Técnicas Agrícolas.

 

O que é o CULTIVO DE HORTA HIDROPÔNICA? É uma técnica de cultivo de vegetais, dentro de uma estufa, que usa, ao invés do solo, água misturada aos nutrientes em uma caixa de solução. Diferentes hortaliças podem ser cultivadas neste modelo: alface, couve, almeirão, mostarda, salsa, rúcula, tomate, pimenta, manjericão, alho poro, aipo/salsão, por exemplo.

 

 

 

O professor Lúcio empenha-se em apresentar aos alunos, além de uma alternativa de cultivo de hortaliças economicamente mais viável, a disseminação da ideia de diminuição da agressão ao meio ambiente, uma vez que este tipo de cultivo evita a degradação do solo, tornado-se acessível a qualquer pessoa em qualquer local, desde que a área seja iluminada pelo sol.

 

Vantagens do cultivo em horta hidropônica:

  • Controle das condições climáticas dentro da estufa. Os vegetais não são atingidos por chuvas, ventos, geadas, seca, etc.
     
  • Diminuição significativa na ação de pragas e insetos;
     
  • Cultivo durante todo o ano;
     
  • Economia de água;
     
  • Uso de espaço reduzido para o cultivo;
     
  • Os vegetais são colhidos mais limpos.

 


Para ilustrar:

Informações no link http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/assista/tv/3582-educacao-ambiental-essencial

Assista, também, https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2015/05/15/escola-no-rio-capta-agua-da-chuva-para-regar-horta-plantada-por-alunos.htm
 

 

Parabéns a toda comunidade do CIEP Pontes de Miranda pelo cuidado e cultivo com a horta hidropônica.

Um agradecimento especial ao Prof. Lucio por todo empenho e dedicação com a Natureza e a Educação.

 

 

DADOS DA UNIDADE:

CIEP Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda

Endereço: Estr. Moriçaba, S/n - Senador Augusto de Vasconcelos, Rio de Janeiro - RJ, 23016-620

Telefone:(21) 3394-0622

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 27/07/2017

I Semana do Meio Ambiente da E. M. Mayra Aguiar da Silva

Tags: 9ªcre, ginásio, meio ambiente.

 

A I Semana do Meio Ambiente da Escola Municipal Ginásio Medalhista Olímpica Mayra Aguiar da Silva teve como pilar a educação ambiental crítica, que objetiva promover ambientes educativos de mobilização dos processos de intervenção sobre a realidade e seus problemas socioambientais, para que possamos nestes ambientes superar as armadilhas paradigmáticas e propiciar um processo educativo, em que nesse exercício estejamos, educandos e educadores, nos formando e contribuindo, pelo exercício de uma cidadania ativa, na transformação da grave crise socioambiental que vivenciamos todos. (GUIMARÃES, 2004)

 

A ação que ocorreu no dia 13 de junho deste ano envolveu toda a unidade escolar, que conta atualmente com 21 professores e cerca de 600 estudantes do 7º ao 9ºano do ensino fundamental. A equipe organizadora ficou muito feliz em poder ver muitos sorrisos e notar aqueles olhares fixos de quem está aprendendo algo novo!

 

 

 

 

A ideia da I Semana do Meio Ambiente foi concebida a partir da formação e experiência na área ambiental do professor de geografia Rodrigo Fontes e prontamente apoiada e aceita por todo corpo docente da escola. Os trabalhos foram coordenados pelo Profº MSc. Rodrigo Fontes e pelo Profº Bruno Hosp do departamento de geografia além das Profª MSc. Juliana Ramos, Profª MSc. Jaqueline Azambuja e Profª Bianca Pieroni do departamento de ciências.


O evento contou com diversas atividades ocorrendo de maneira simultânea. Na programação se destacava:

1) Mesa redonda intitulada “O ambiente e suas relações com o lugar” na qual palestrou e debateu com os estudantes Carine Lopes Fontes, professora substituta de geografia do CapUFRJ, mestre em geografia (UFRJ) e doutoranda em Geografia (UERJ), Wilson Messias Junior, que é tutor do Cederj, mestre em geomática e doutorando em geografia (UERJ), além de Carlos Eduardo Garske que é consultor ambiental e mestre em zoologia (UFRJ).

 

 

Os palestrantes apresentaram os aspectos da geografia do Rio de Janeiro destacando as práticas ambientais para a região costeira; a importância do parque estadual do mendanha para a região e buscaram ainda conscientizar os estudantes em defesa da fauna e contra as práticas de caça e tráfico ilegal de animais.

2) Palestra intitulada “O Lixo e a Escola: Cuidar do ambiente da escola é a nossa natureza” que foi proferida pelos estudantes do 9ºano da escola e teve como público alvo os alunos do 7ºano. Seu objetivo foi abordar questões como o cuidado e boas práticas com o ambiente escolar.

 

 

3) Oficinas: recolhimento e reaproveitamento de óleo vegetal; construção de cartazes na metodologia A3P (agenda ambiental na administração pública; Arte e reciclagem; elaboração de acrósticos; literatura de cordel; contação de estórias; elaboração e apresentação de paródias.

 

 

 

4) Salas de vídeos que apresentaram e deram oportunidade a debater os curtas metragem de destaque na área ambiental.

 

 

5) Concurso de fotografias no aplicativo Instagram no qual os estudantes foram incentivados a postar fotos flagrantes de problemas ambientais relacionados a resíduos sólidos premiando as melhores fotos.

 

 


“Os maiores resultados serão aferidos durante o decorrer da vida, tanto para os docentes quanto para os estudantes, transmitindo o conhecimento adquirido e vivenciando as novas práticas. Alguns resultados alcançados em curtíssimo prazo ao perceber que alguns estudantes no mesmo dia já estavam contribuindo para um ambiente escolar sadio e cuidando do patrimônio da escola após relatar que aprendeu isso em uma das palestras. Além de diversos relatos nas redes sociais por estudantes que manifestavam aquele dia como sendo o melhor dia deles na escola até então.” Prof. Rodrigo Fontes
 

Parabéns a todos os professores envolvidos na I Semana do Meio Ambiente da E. M. Mayra Aguiar da Silva!

 

 

DADOS DA UNIDADE:

Rua Frei Timótheo, SN - Inhoaíba

emmaguiar@rioeduca.net

Diretor Geral: Prof. Reinaldo


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 20/07/2017

Educar com amor e preparar para a vida: E. M. Samuel Wainer construindo valores

Tags: 9ªcre, festival.

 

A Escola Municipal Samuel Wainer baseia sua proposta pedagógica no PPP “Educar com amor e preparar para a vida, construindo valores”.  A escola atende os alunos em turno único e norteia seus projetos e ações baseados na valorização da autoestima, no resgate das essências infantis, na elaboração de descobertas de aptidões destacando o autoconhecimento. Com projetos focados na leitura, escrita e compreensão, a unidade afirma seu compromisso de educar e construir valores.

 

O ano de 2017 trouxe diferentes ações para o desenvolvimento das potencialidades dos alunos na E. M. Samuel Wayner, localizada no bairro de Santíssimo. Aconteceu no segundo bimestre o Show de Talentos, organizado e incentivado por toda a equipe da unidade escolar. Foi realizado com a participação dos alunos previamente inscritos e selecionados pelos professores. A professora de música Virgínia ensaiou aqueles que tocariam algum instrumento ou cantariam. O objetivo foi incentivar, estimular e fazer com que os alunos revelassem seus talentos. Muitos alunos cantam, dançam, tocam instrumentos e muitas vezes passam despercebidos porque não há um incentivo pela escola. Nesta ação, foi possível conhecer os talentos da E. M. samuel Wayner. Arte é uma das disciplinas do currículo que atravessam o PPP da escola. Assim, promover o incentivo à arte é concretizar a valorização do aluno e de suas habilidades.

 

 

Outra ação importante que aconteceu no primeiro semestre na unidade escolar foi a FLIS - Feira Literária Samuel Wainer. O evento abrangeu a proposta da escola em desenvolver a escrita, a imaginação e a criatividade dos alunos. A FLIS homenageou o centenário do Chacrinha e o grande autor Ziraldo. Cada turma fez a releitura de uma obra, com o objetivo de que cada aluno vivenciasse o texto de maneira diferente, através de músicas, jograis, teatralização ou contação de histórias. Já o “Velho Guerreiro”, tão distante da realidade dos nossos alunos, foi apresentado primeiramente através do coral da escola, que junto à professora de música Virgínia, cantou uma paródia da música de Gilberto Gil de 1963, onde há homenagem ao Chacrinha “Aquele braço”. Quem apresentou o coral da escola para a abertura da Flis foi o personagem do Chacrinha, a paródia incluiu os locais ao redor da escola.


Toda a comunidade escolar envolveu-se no planejamento até a realização do projeto, que este ano conta com o tema: "Alô, Alô Samuel, aquele abraço". Um parceiro da escola e secretário escolar de outra unidade, Senhor Roberto, caracterizou-se de Ziraldo para a alegria das crianças.

A equipe acredita que a união e ajuda mútua da equipe fazem com que a relação entre as pessoas na escola seja sempre prazerosa num ambiente de trabalho agradável. Assim, efetivamente busca-se: “Educar com amor e preparar para a vida, construindo valores”.

 

Parabéns a toda equipe!

 

DADOS DA UNIDADE:

E.M. SAMUEL WAINER

Rua Alexandre Amaral, 501, Santíssimo

Contato: 2404- 5475

emswainer@rioeduca.net


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 17/07/2017

EDI Dalila Tavares: Construindo a arte de sentir e aprender brincando

Tags: 9ªcre, artes, edi.

 

O mundo é repleto de símbolos e significados que possibilitam grandes descobertas nesta fase da infância. A arte possibilita o desenvolvimento de atitudes essenciais para o indivíduo como o senso crítico, a sensibilidade e a criatividade.  O EDI Dalila Tavares fica localizado na Zona Oeste do Rio, no bairro de Campo Grande e a a proposta de trabalho  é baseada na Arte que possibilita o desenvolvimento de atitudes essenciais para o indivíduo, como o senso crítico, a sensibilidade e a criatividade.

 

A arte faz parte da vida da criança como instrumento de leitura do mundo e de si mesma. No segundo bimestre foi realizado um trabalho com as Artes Visuais. PORTINARI tem sido nosso artista inspirador para diversas ações pedagógicas. As crianças foram apresentadas ao artista Cândido Portinari, conhecendo sua vida e obra, tendo contato com as artes plásticas, como figuras, imagens, desenhos e pinturas, assim como, conhecimento de mundo e expressões. As informações foram compartilhadas de forma lúdica, usando a linguagem da criança. A intenção era formar vínculos, entre a criança e Portinari.


As obras foram apresentadas na caixa surpresa, a turma EI 54, da professora Dircelene Bard ficou encantada com as obras. Os alunos puderam manusear, olhar de pertinho, observar e descrever os detalhes do que era analisado. Perceberam que ele retratava várias brincadeiras infantis. A obra que mais gostaram foi Brincadeira de roda. E, como brincar é muito bom, a turma foi para o pátio brincar de roda.
 

 

 

A professora Giulianna Abreu montou uma exposição com as obras para turma EI 42. Os alunos puderam observar e escolher a obra que mais gostaram. A turma ficou muito animada para saber qual seria a obra mais votada. Registraram suas escolhas na confecção do gráfico. A obra mais votada foi Plantando Bananeira.

 

   

 

Portinari, em suas obras, registrava suas brincadeiras de infância favoritas. Hoje, muitas brincadeiras estão ficando esquecidas. A turma EI 41, da professora Aline, procurou fazer um resgaste dessas brincadeiras e contou com a participação dos pais que responderam as pesquisas feitas pelos filhos. Os dados da pesquisa foram contabilizados num gráfico.

 

 

Em várias obras, encontramos papagaios ou pipas. A turma EI 31, da professora Sônia Maria confeccionou pipas, mas a melhor parte foi brincar com elas. Empinar papagaios. 

 

    

 

A turma do Maternal I, EI 21, da professora Cláudia Corrêa foi apresentada a obra Brincadeira de roda. Eles fizeram de forma alegre e divertida a releitura da obra. A ludicidade e encantamento foram explorados em cada momento.

 

 

 “No processo de aprendizagem em Artes Visuais, a criança exterioriza seu mundo interno, sua personalidade e seu modo de ver e de sentir as coisas. Ela traça um percurso de criação e construção individual que envolve escolhas, experiências pessoais, aprendizagens, relação com materiais e sentimentos.” 

 

Desta forma, Cândido Portinari, passou a fazer parte do universo das crianças do EDI Dalila Tavares.

Parabéns à equipe!

 

DADOS DA UNIDADE:

EDI Dalila Tavares
Direção Geral: Glória Regina
Diretora Adjunta: Flávia Alvarenga
Email: editavares@rioeduca.net
Facebook: https://www.facebook.com/dalila.tavares.102

 


   
           



Yammer Share