A A A C
email

Sexta-feira, 17/11/2017

RESULTADO - Concurso de Produções Audiovisuais "Tirando a Droga de Cena" - 2017

Tags: tdc, concurso, vídeos.

 

RESULTADO

 

O Concurso de Produções Audiovisuais  "Tirando a Droga de Cena" 

 

Categoria A

'O Grande Prêmio" - Escola Municipal Monteiro Lobato 

 

 

Categoria B

"Até a Onda Acabar" - Escola Municipal Monteiro Lobato

 

 

Categoria C

"Drogas, Não Curto, Não Compartilho e Não Aceito, Essa eu Deleto" - CIEP Graciliano Ramos

 

 

Premiado como Vídeo do Ano

"Sua História é você quem faz" - Ginásio Carioca Grécia

 

 

 

 

________________________________________________________________

 

A Secretaria Municipal de Educação, através da Coordenadoria de Educação e da Empresa Municipal de Multimeios – MULTIRIO, em consonância com a legislação vigente e acreditando na prevenção como caminho eficiente e eficaz, dá continuidade ao programa Tirando a Droga de Cena, apresentando o Concurso de Produções Audiovisuais Tirando a Droga de Cena, edição 2017.

O presente concurso é voltado para alunos do 4.º ao 9.º Ano do Ensino Fundamental e do Programa de Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal de Ensino. Também estão aptos a participar os alunos matriculados nos Centros de Pesquisa e Formação de Ensino Escolar de Arte e Esporte (Unidades de Extensão) e nos Programas de Reforço Escolar.

O objetivo é promover, através de produções audiovisuais, a reflexão/discussão acerca da importância da PREVENÇÃO À DEPENDÊNCIA QUÍMICA.

Para tanto, propomos estimular os estudantes a explorar a linguagem midiática em produções de sua própria autoria, abordando questões como a importância de escolhas saudáveis, projeto de vida e consequências do uso/abuso de drogas psicotrópicas, e também promover o protagonismo juvenil.

 

Agora é a sua vez!

 

Todos os vídeos foram analisados pelos nossos Jurados Técnicos e de cada categoría foram selecionados alguns vídeos. Esse é o momento que contamos com a sua participação. 

Veja cada vídeo e curta o que mais gostou de cada categoria. Os vídeos mais curtidos pelo juri popular serão homenageados.

Segue os links dos vídeos por categoria.

A votação acontecerá até o dia 15 de novembro.

 

 

Categoria A:

(os alunos matriculados no 4º e 5º Anos, incluídos os alunos
matriculados em Projetos de Reforço Escolar)

O Grande Prêmio 

Por favor, não fume

 

Categoria B:

(os alunos matriculados do 6º ao 9º Ano, incluídos os alunos
matriculados em Projetos de Reforço Escolar) 

A sua História é você quem faz 

Até a onda acabar 

Prazeres

 

Categoria C:

(os alunos matriculados na Educação de Jovens e Adultos)

Drogas não curto, não compartilho e não aceito. Essa eu deleto 

A Escolha 

Estudar nunca é demais

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/11/2017

Respeito é Bom e Todo Mundo Gosta

Tags: 10ªcre, fábulas.

 

Escola Municipal Clara Lúcia desenvolve atividades de respeito a si mesmo e trabalho com o gênero textual de fábulas.

 

A E/CRE (10.19.082) Escola Municipal Professora Clara Lúcia de Sousa está localizada à Estrada de Sepetiba, 3.175, bloco 2, comunidade de Nova Sepetiba. Foi inaugurada há pouco mais de um ano, no dia 06 de maio de 2016, integrando um complexo de escolas que compreende ao todo três unidades destinadas ao primeiro segmento do Ensino Fundamental, duas unidades destinadas ao segundo segmento do Ensino Fundamental e três unidades destinadas à Educação Infantil.

 

Equipe gestora da Unidade Escolar

 

A Unidade Escolar atende esse ano a 19 turmas do 1º ano ao 6º ano Experimental do Ensino Fundamental, sendo 6 turmas em horário parcial e 13 turmas em horário integral, totalizando 582 alunos. Tem como diretora, a professora Monique Onório da Silva, como diretora adjunta, a professora Vanessa da Silva e como coordenadora pedagógica, a professora Carla de Oliveira Macedo Miranda da Silva.

— Este ano temos como título de nosso Projeto Político Pedagógico: Respeito é bom e todo mundo gosta, pois compreendemos que um dos objetivos da escola, enquanto instituição educativa é o desenvolvimento de valores essenciais para a vida em sociedade. Escolhemos o “respeito” como tema gerador, pois o compreendemos como valor que integra tantos outros, tais como: a tolerância, a solidariedade, a cooperação e a bondade. — explica a coordenadora pedagógica Carla Macedo.

 

Apresentação dos alunos 

 

Ao longo do ano letivo foram desenvolvidas atividades de respeito a si mesmo, com cuidados ao corpo, com a saúde; respeito à família, respeito à escola, respeito ao próximo, além de trabalhos relacionados à inclusão social e o respeito às diferenças individuais. Foi associado a esse projeto o trabalho com o gênero textual das fábulas, que além de ser bastante lúdico, pois utiliza animais como personagens principais, promove uma reflexão sobre a moral da história, despertando e incentivando o comportamento baseado em valores tão importantes para uma boa convivência.

Como um dos pontos altos do projeto foi realizada, no dia 25 de outubro, uma exposição de trabalhos e apresentações musicais e teatrais, com encenações das fábulas “O leão e o ratinho”, “A lebre e a tartaruga”, “A cigarra e a formiga”, “A formiga e a pomba” e, também, paródias relacionadas ao tema e a inclusão. Desta forma, todos os alunos foram envolvidos no projeto, assim como os pais e responsáveis, parceiros constantes das atividades.

 

Comunidade escolar presente no dia da apresentação e exposição dos trabalhos

 

— Pretendemos que o nosso projeto promova uma reflexão sobre nossas atitudes diárias e que possamos perpetuar estes valores, transformando a realidade atual onde a intolerância, o individualismo, o egoísmo e a indiferença têm prevalecido. Que a escola seja um lugar de paz! Que esta paz seja espalhada por todos os lugares do mundo e que os nossos alunos sejam os verdadeiros multiplicadores da paz e do respeito. Então teremos a consciência do dever cumprido, pois estaremos plantando sementes das quais nascerão bons frutos. — afirma a Diretora Monique Onório.

 

Apresentação dos alunos

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.082) Escola Municipal Professora Clara Lúcia de Sousa
Email: empclara@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/11/2017

EDITAL E/SUBE/EPF N° 01 - PROGRAMA ANUAL DE BOLSAS DE ESTUDOS

Tags: mestrado; doutorado, bolsa de estudos, escola de formação do professor carioca paulo freire, paulo freire.

SUBSECRETARIA DE ENSINO

ESCOLA DE FORMAÇÃO DO PROFESSOR CARIOCA PAULO FREIRE

EDITAL E/SUBE/EPF N° 01 DE 16 DE NOVEMBRO DE 2017

PROGRAMA ANUAL DE BOLSAS DE ESTUDOS

DE MESTRADO E DOUTORADO

PARA PROFESSORES DA SECRETARIA MUNICIPAL

DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO 

 

DA INSTITUIÇÃO DO PROGRAMA

Instituído, no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, pelo Decreto nº 35674, de 30 de maio de 2012, o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado tem por objetivo reafirmar a política de valorização dos professores da Rede Pública Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro. As Bolsas de Estudos, com duração de um ano, oferecidas por este Programa, destinam-se aos professores inscritos em Programas de Pós-Graduação, em nível de Mestrado ou Doutorado, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação. Este programa é um incentivo ao desenvolvimento de projetos de pesquisa que visem à melhoria das práticas educacionais nas Unidades Escolares da Rede Pública Municipal de Ensino.

 

DO REGULAMENTO

É de fundamental importância, para efetuar a realização da inscrição no Programa, a leitura na íntegra da seguinte legislação:

• Decreto n.º 31.613, de 18 de dezembro de 2009, que consolida as diretrizes e regulamentação aplicáveis ao afastamento de servidores da Administração Municipal;

• Decreto n.º 31.614, de 18 de dezembro de 2009, que consolida as diretrizes e a regulamentação aplicáveis ao treinamento de servidores da Administração Municipal; 

• Decreto n.º 35.674, de 30 de maio de 2012, que instituiu o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado;

• Resolução SME Nº 1201, de 13 de setembro de 2012, que Regulamenta o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado; 

• Resolução SME N°1225, de 31 de janeiro de 2013, que altera a redação do caput e do inciso VI do Art. 2°, da Resolução SME N.º 1201, de 13 de setembro de 2012;

• Resolução SME N°29, de 14 de novembro de 2017, que altera na Resolução SME n° 1201, de 13 de setembro de 2012, com a redação dada pela Resolução SME n° 1225, de 31 de janeiro de 2013, os artigos que menciona.


I – Público - Alvo

Professores da Rede Pública Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro com no mínimo 05 (cinco) anos de efetivo exercício na Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, com homologação do Estágio Probatório; que não se encontrem no exercício de função gratificada ou de cargo em comissão e não ocupem cargo ou emprego público na administração pública de outros entes federativos.

Estar regularmente matriculado em Curso de Pós-Graduação, em nível de Mestrado e Doutorado, na disciplina correspondente ao cargo efetivo ou na área de educação que guarde compatibilidade com sua prática pedagógica no âmbito da Secretaria Municipal de Educação.


II – Inscrição

O professor deverá apresentar os documentos citados a seguir, no Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF), no período de 17 de novembro a 18 de dezembro de 2017: 

• Ficha de inscrição preenchida e assinada (Anexo I);

• Carteira de Identidade – original e cópia; 

• Último contracheque – cópia; 

• Comprovação de, no mínimo 05 (cinco) anos, na Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro;

• Cópia do Ato de homologação da conclusão do Estágio Probatório, publicado em D.O. do Município do Rio de Janeiro;

• Currículo Lattes, em 03 (três) vias, atualizado nos últimos 03 (três) meses;

• Memorial, em 03 (três) vias, que aponte a articulação entre o estudo desenvolvido pelo candidato, sua prática pedagógica e a proposta educacional da Secretaria Municipal de Educação – no máximo 03 (três) laudas;

• Declaração, em papel timbrado, da Instituição de Ensino Superior a que estiver vinculado, contendo a data da aprovação no processo seletivo, a Linha de Pesquisa e a previsão de conclusão do curso, devidamente assinada e carimbada;

• Projeto de Pesquisa, sendo 01 (uma) cópia impressa e 01 (uma) cópia em formato digital, com arquivo em PDF (modelo de Projeto de Pesquisa, no Anexo II, apenas para os candidatos cuja instituição de ensino não o exija como pré-requisito para o processo de seleção).


III – Temas

Ensino/Aprendizagem – Métodos e Técnicas

Gestão Educacional

Avaliação de Programas e de Experiências

 


IV – Concessão

Serão concedidas, 100 (cem) Bolsas de Estudos para Mestrado ou Doutorado pelo período de 12 (doze) meses, sem prorrogação ou renovação.

 


V – Seleção

A análise da documentação e a seleção dos professores serão de responsabilidade do Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF). 

Os Projetos de Pesquisa serão analisados por uma banca formada por profissionais convidados pela Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire.

A relação dos profissionais integrantes da banca examinadora dos Projetos de Pesquisa será publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

 

Serão obedecidos os seguintes critérios de classificação para a seleção dos professores:

1. Compatibilidade da pesquisa com a prática pedagógica e com interesses de conhecimento no âmbito da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro;

2. Frequência nos últimos 03 (três) anos;

3. Projetos de pesquisa – consistência e qualidade;

4. Currículo Lattes.

 

 


VI - Resultado

O resultado com o nome e a matrícula dos contemplados será publicado no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro no mês de janeiro de 2018.

 


VII - Considerações

Toda a documentação necessária para a inscrição deverá ser entregue pelo professor ou pelo seu representante legal no Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira, da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire, Avenida Presidente Vargas nº 1.314, de 2ª a 6ª feira, no horário das 9h às 16h.

É de máxima importância o preenchimento correto dos dados da ficha de inscrição. 

Só será aceita a inscrição do professor que apresentar toda a documentação relacionada no item II deste Regulamento. 

O Termo de Compromisso é documento obrigatório, na forma prevista no parágrafo 2º do inciso VII do art.4º do Decreto nº 31.614, de 18 de dezembro de 2009 e será exigido somente após a seleção do candidato.

Os candidatos não selecionados terão o prazo de 30 (trinta) dias, a contar da publicação do resultado, para retirar os documentos no E/SUBE/EPF/CREP-AT. Após este prazo os mesmos serão descartados. 

Os casos omissos serão resolvidos pela Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire.

 

 

VIII - Do Bolsista

 

O professor que for contemplado com a Bolsa de Estudos deverá:

1. Disponibilizar para o acervo do Centro de Referência da Educação Pública – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF), duas cópias da pesquisa, sendo 01 (uma) cópia impressa e 01 (uma) cópia em formato digital com arquivo em PDF, após aprovação pela Instituição de Ensino Superior;

2. Apresentar ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), uma publicação acadêmica durante, ou até 01 (um) ano após, o período de concessão da Bolsa de Estudos; 

3. Comprovar junto ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), participação em eventos tais como: Congressos, Palestras, Seminários e afins, na sua área de atuação, durante o período da concessão da Bolsa de Estudos; 

4. Apresentar, a cada mês, ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), relatório das atividades desenvolvidas;
5. Apresentar, semestralmente, ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), relatório das atividades desenvolvidas, assinado pelo Orientador ou pelo Coordenador do curso de Mestrado ou Doutorado;
6. Atuar como parecerista de textos que assim necessitarem, de acordo com planejamento da E/SUBE/EPF e E/SUBE/EPF/CREP-AT, durante ou até 01 (um) ano após a vigência da Bolsa;

7. Realizar uma palestra a partir do tema foco de sua pesquisa, de acordo com planejamento conjunto E/SUBE/EPF e E/SUBE/EPF/CREP-AT, para os professores desta Rede Municipal de Ensino durante, ou até 01 (um) ano após a vigência da Bolsa de Estudos.

 

Clique aqui para ler o documento na íntegra e seus anexos.


INFORMAÇÕES

Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire
Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira
E-mail: crepatsme@rioeduca.net
Telefone: 2253-1050

 

 

FONTE: D.O de 17/11/2017

 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 16/11/2017

Crianças da Educação Infantil visitam a Alfabetização: Todo dia é Dia de Integração!

Tags: 9ªcre, educação, infantil, alfabetização, integração, .

 

“Oi, que tal você visitar minha escola?!”. Um convite aberto às crianças, familiares e profissionais que atuam nas unidades exclusivas de Educação Infantil, feito pelas escolas com Alfabetização, bastou para o sucesso do Dia de Integração durante a V Semana de Alfabetização. Dia de brincar, aprender e integrar Educação Infantil e Alfabetização. 

 

A iniciativa da Gerência de Educação previa uma aproximação entre as etapas e a possibilidade de um encontro pedagógico com as crianças, profissionais e famílias. Na programação da 9ª CRE, diversas unidades vivenciaram esse dia de modo a contribuir para a transição das crianças, da Pré Escola à turma do 1º ano do Ensino Fundamental.

A V Semana de Alfabetização prometia! Palestras e oficinas para professores organizadas pela Gerência de Alfabetização na Escola Paulo Freire. No nível regional, palestras para professores e exposições e oficinas nas escolas entre crianças e familiares. E, para as crianças da Pré Escola II, que irão atravessar as etapas e estarão nas escolas em 2018, havia ainda o desejo de integração.

Aproximar crianças e profissionais de outro espaço físico e também dos profissionais pode ajudar no diálogo importante para a continuidade educativa no processo de escolarização. Para as professoras Vanessa Neves e Monica Baptista (2016), "as crianças que são atendidas em uma instituição de Educação Infantil são as mesmas que frequentam o Ensino Fundamental, mas nem sempre a trajetória educacional da criança é compreendida como um contínuo. O projeto educacional deveria reconhecer as especificidades de cada etapa e, ao mesmo tempo, levar em conta as semelhanças que fazem com que todas as três etapas educativas constituam um mesmo nível de ensino." (Saiba mais aqui)

Assim, as escolas mobilizaram-se para receber as crianças pequenas. Fizeram convites, programação especial com piqueniques literários, exposição de trabalhos, peça teatral, contação de histórias, poesia em LIBRAS, vídeos, jogral, muitas atividades. Um espetáculo de criatividade e dedicação das escolas, em que Diretores, Coordenadores Pedagógicos e Professores do 1º ao 3º ano, estiveram abertos para acolher e integrar as crianças.

 

E o dia de Integração na Lycio aconteceu...

 

 

“O diálogo pertence à natureza do se humano, enquanto ser de comunicação. O diálogo sela o ato de aprender, que nunca é individual, embora tenha uma dimensão individual.”
Paulo Freire

 

"A proposta inicial era receber os alunos dos EDIs próximos, apresentando a eles o nosso espaço. Então um evento simples transformou-se num momento de afetividade, cumplicidade e brincadeira. Não podíamos deixá-los sair sem que percebessem a importância daquela visita pra nós, o significado da escola e de tudo o que ela representa. Tínhamos o desafio de apresentar a escola não como extensão de um EDI, mas um lugar onde os pequenos continuariam a viver experiências lúdicas com livros, brinquedos, música e amigos. E foi nesse formato que o Dia de Integração na Lycio aconteceu. Desde o início com a chegada dos nossos convidados até a hora de nos despedirmos, tudo foi preparado para eles, os alunos de lá que serão os alunos de cá. Não só os adultos da Lycio, mas também as crianças da Lycio perceberam que aquele momento era especial para todos. Era a hora de mostrar a nossa escola, nossas construções, nossos professores. A grande roda no final serviu para, dando as mãos, selarmos um compromisso: essa escola sempre será de todos, nós seremos felizes juntos, eu vou aprender com você e você comigo.

- Ana Cristina Possidonio, Diretora da E.M. 09.18.005 Lycio de Carvalho -

 

 

Algumas unidades que também atendem a Educação Infantil realizaram a programação entre as turmas no mesmo espaço. Outras convidaram as turmas de Pré Escola de EDIs e Creches para uma programação diferente nas escolas. As famílias foram convidadas a participar das atividades e também conheceram espaços e profis-sionais. Foram recebidos e apresentados à organização da escola e saíram felizes pensando como será em 2018. 

 

Encontro Literário: CIEP Doutel de Andrade e EDI Dom Bosco

 

“Tudo começou com a sugestão da 9ª CRE de convidar uma escola de Educação Infantil para compartilhar atividades de alfabetização na culminância da Semana de Alfabetização em setembro de 2017. Pensei no EDI Dom Bosco porque muitos alunos fazem o remanejamento da Educação Infantil para o 1º ano.
Nossos alunos ficaram super animados com a ideia de receber as crianças da escola que alguns já tinham um elo afetivo e outros por partilhar as suas atividades com alunos menores da pré-escola. Optamos por trabalhar com atividades desenvolvidas durante o ano letivo de 2017, adaptando para os pequenos convidados. Fizemos atividades como: o Sussurro Literário para pequenos utilizando letras pequenas de cantigas de roda, brincamos de roda com músicas e movimentos aprendidos nas aulas de Educação Física, leitura livre com a Cápsula da Leitura e as nossas crianças contaram histórias no projeto Voando Alto nas Asas da Leitura no Quintal do Doutel.
A partir desta união já visitamos a Feira de Ciências Dom Bosco agora em outubro e vamos colocar em prática uma ideia há muito tempo pensada: o projeto Voando Alto nas Asas da Leitura em outros Quintais ou seja no EDI Dom Bosco.”

(Audrei, Coordenadora Pedagógica do CIEP 09.18.510 Doutel de Andrade)

 


 

O que era para ser um dia de integração passou a ser vários dias. Algumas unidades permanecem integradas e continuam as atividades conjuntas. Escolas têm visitado exposições das crianças no espaço do EDI. Professores de Alfabetização tem ido conhecer os espaços que seus futuros alunos estão. Tudo isto para favorecer a passagem das crianças. Acreditamos que transitar com elas tor-nará esta passagem um prazer. 

 

 

   

 

- Visita do CIEP Doutel de Andrade à I feira de Ciências do EDI Dom Bosco -

 

É muito bom contar com a parceria e o compormisso de todas as unidades que envolveram-se na proposta do Dia de Integração na 9ª CRE.

Os alunos da Educação Infantil com certeza agradecem!

 

DADOS DAS UNIDADES:

 

Escola Municipal Lycio de Carvalho

Direção: Ana Cristina Possidônio

Coordenadora Pedagógica: Carla Brum

R. Sd. Sebastião Viana, 101-319 - Inhoaíba, Rio de Janeiro - RJ, 23063-230
Telefone: (21) 3394-1632

 

 

CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade

Direção: Pedro Jerônimo

Coordenação Pedagógica: Audrei do Nascimento

Endereço: R. Flávio Fraga - Campo Grande, Rio de Janeiro - RJ, 23070-450
Telefone: (21) 2412-2989


   
           



Yammer Share