A A A C
email

Quarta-feira, 20/06/2018

Projeto Trajetórias de Sucesso

Tags: trajetórias, pesquisa, ged.

 

APRESENTAÇÃO DO PROJETO TRAJETÓRIAS DE SUCESSO

 

Na última terça-feira, dia 05/06, a Gerência de Fomento à pesquisa (GFP) se encontrou com os representantes das GEDs das 11 CREs para apresentar o projeto de pesquisa "Trajetórias de sucesso".

 


A presente pesquisa faz parte da política de Formação Continuada, adotada pela Escola de Formação Paulo Freire e tem por objetivo montar um projeto no qual ex-alunos sejam convidados a apresentar suas trajetórias de sucesso aos nossos estudantes, apontando possibilidades de caminhos profissionais, além de gerar estímulo positivo e uma nova visão de futuro.

 

 

Para obter os dados necessários, será disponibilizado um questionário online (forms) para que, voluntariamente, sejam preenchidos pelos docentes e gestores, relatando as trajetórias de sucesso escolar e/ou profissional de seus ex-alunos.


Concomitantemente, a gerência levantará informações acerca da aprovação de alunos da rede em concursos de alto nível de concorrência, recebimento de bolsas em instituições de prestígio e desenvolvimento de carreiras profissionais e artísticas reconhecidas. Adicionalmente, será possível identificar quais são as estratégias adotadas pelas escolas para desenvolver essas trajetórias consideradas de sucesso.


Os dados obtidos serão compilados em um relatório com todas as informações recebidas. As melhores histórias serão selecionadas e farão parte de um vídeo institucional, contando com o apoio da MultiRio, visando mostrar a qualidade do trabalho desenvolvido no âmbito da SME e despertar novas visões e possibilidades de futuro nos alunos da rede.


Através desta pesquisa, nós pretendemos contribuir para a formação continuada de Professores Regentes e Gestores para que atuem no sentido de estimular/despertar novas visões e possibilidades de futuro nos alunos da rede.


Durante o encontro com os representantes das GEDs, a GFP esclareceu dúvidas e ouviu sugestões que agregaram novas ideias ao projeto, além de sensibilizá-los quanto à importância da pesquisa e do engajamento da CREs com a equipe, para que consigamos bons resultados.

 

 


Todos consideraram o encontro de extrema relevância, ressaltando a importância da pesquisa e das ações decorrentes dela para incentivar, motivar e inspirar os alunos quanto as suas possibilidades de futuro e aos professores quanto à importância de seu trabalho nas trajetórias de sucesso do corpo discente.

 

Você possui alguma história de sucesso para nos contar?

Basta preencher o questionário até o dia 13/07/2018. 

 

 

Fonte: http://prefeitura.rio/web/epf 

 

 

Enviado por:

Gerência de Fomento à Pesquisa (GFP)


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 20/06/2018

Fica a Dica: Atividades com Paródias

Tags: paródia, educação musical, dicas.

 

Atividades com Paródias

 

 

Olá! Hoje vamos falar das paródias.

A paródia “é uma releitura cômica de alguma composição literária, que frequentemente utiliza ironia e deboche. Ela geralmente é parecida com a obra original, e quase sempre tem sentidos diferentes. Surge a partir de uma nova interpretação, da recriação de uma obra já existente e, em geral, consagrada” (https://pt.wikipedia.org/wiki/Paródia).

Não somente na música que ela pode ser utilizada, mas também na poesia, nas artes plásticas, teatro, entre outras. Vamos enfocar aqui as paródias musicais, pois se trata do objeto desta coluna.

Os alunos sempre se interessam em realizar esse tipo de atividade, que explora a criatividade e ainda estimula a capacidade de produzir textualmente. Além disso, podemos trabalhar, nessas composições, o conceito de prosódia - Conjunto de características que acompanham os sons, como acentuação, duração e entonação (Disponível em: <https://dicionariocriativo.com.br/significado/pros%C3%B3dia>. Acesso em: 18/06/2018).

Não só nas atividades de educação musical vemos a utilização de paródias. Atualmente, temos muitos professores, de diversas áreas do conhecimento, utilizando paródias em suas aulas para trabalhar conceitos matemáticos, regras gramaticais, fórmulas químicas, físicas, entre outras.

Essas práticas, inclusive, vem ganhando bastante notoriedade. Volta e meia vemos na televisão, nas redes sociais, reportagens alusivas a essas ações.

A paródia baseia-se na escolha de uma canção e um tema a ser desenvolvido. A canção escolhida deverá ser bastante conhecida e de fácil assimilação, para que a aprendizagem da música, com isso, seja facilitada.

Na atividade em si, para trabalharmos em sala, primeiramente, precisamos contextualizar o tema escolhido, suas características, peculiaridades, para que os alunos tenham ferramentas para aplicar na paródia a ser feita.

O tema a ser explorado na música precisa estar claro na letra da canção, respeitando a prosódia musical, ou seja, como relatado anteriormente, adequando as acentuações das palavras à métrica musical.

É também interessante pedir aos alunos que fiquem atentos às rimas e ao desenrolar dos fatos que quer se expor na letra da canção.

Essas atividades, feitas em grupos, geram discussões coletivas que enriquecem a reflexão sobre o tema abordado, a valorização da música como fator de aprendizagem na compreensão/reflexão e a análise crítica do meio em que vive.

Apesar da paródia, geralmente, ter um apelo “jocoso” em si, não necessariamente precisamos inserir uma letra que condiz com isso. Como falado anteriormente, podemos simplesmente escolher um tema diferente do que realmente está na canção para trabalhar outras propostas e conceitos.

Apesar da utilização de músicas conhecidas e com seus direitos autorais reservados, esse gênero é respaldado no uso pela lei 9.610/98, que diz o seguinte: “Segundo a lei brasileira sobre direitos autorais (Lei 9.610/98 Art. 47), são livres as paráfrases e paródias que não forem verdadeiras reproduções da obra originária nem lhe implicarem descrédito” (Consultado em: https://www.infoescola.com/generos-literarios/parodia/ e http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/l9610.htm).

Vale muito a pena trabalhar com essas criações em sala. Explore a criatividade ao máximo com seus alunos! 

No Youtube, canal muito acessado por eles, temos muitos exemplos de paródias. É uma abordagem que não está distante das crianças e dos adolescentes. É uma realidade próxima do contexto em que eles, atualmente, se inserem e sempre será uma atividade muito divertida de se fazer e, depois, de apresentar para o restante da turma.

Vale a reflexão, vale o incentivo, vale a discussão sobre infinitos temas nas nossas aulas! Inclusive, em tempos de Copa do Mundo, é uma ferramenta que pode ser experimentada e utilizada para o aprendizado de variados conteúdos, envolvendo, inclusive, diferentes disciplinas. wink

 

Gostou da nossa dica da semana? Escreva pra gente! Estamos aguardando suas sugestões!!! smiley

Fica a Dica! 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 19/06/2018

V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Tags: meio ambiente, cnijma.

 

V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

 

 


Foi ao ar na última sexta-feira (15/06) à matéria produzida pela TV Escola sobre a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente.

 

A matéria conta um pouco da trajetória do estudante Kauã Sobreira e a construção do Projeto de Educação Ambiental Mayra Aguiar, o PEAMA.

 

Kauã é estudante do 8°ano da Escola Municipal Medalhista Olímpica Mayra Aguiar da Silva (E/9°CRE) e único representante da cidade do Rio de Janeiro na V CNIJMA.

 

 

Depois de participar da Conferência na escola, da Conferência Municipal e da Conferência Estadual ele e outros dezessete estudantes foram selecionados para compor a delegação que representa o estado do Rio de Janeiro na etapa nacional.

 

Em sua 5.ª edição, a V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, constitui-se em um processo pedagógico e participativo que reúne estudantes, professores/as e comunidade escolar para pesquisar, dialogar e refletir sobre as questões e problemas socioambientais. Tendo como foco a elaboração de um projeto de ação possível de transformar a realidade local.

 

A V CNIJMA que acontece entre os dias 15 e 19 de junho na cidade de Sumaré – SP tem como objetivos principais o fortalecimento da educação ambiental na educação básica e o protagonismo infantojuvenil.

 

Enviado por:

Rodrigo Fontes

Comissão da Conferência Infantojuvenil pelo meio ambiente

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 19/06/2018

Dê sua contribuição no "Conversando sobre o Currículo" até o dia 29/06

Tags: currículo, bncc, orientações curriculares.

 

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro vem realizando um conjunto de ações, visando discutir e revisar as Orientações Curriculares da SME/RJ

 

 

Olá professor,

Olá Professora,

 

Contamos com a sua participação no processo de revisão das Orientações Curriculares da SME/RJ. Continuamos aguardando sua contribuição no formulário "Conversando sobre o Currículo" até o dia 29/06/2018.

 

Neste momento, a participação é exclusiva para as Unidades Escolares, Creches e Pré-escolas.

 

Para contribuir com este debate indicamos a leitura da BNCC.

Acesse a BNCC: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/a-base

 


Acesse o link abaixo e participe dando sua contribuição:

https://bit.ly/2xRBBqy
 

 

 

Enviado por: 

Andréa Klem
E/SUBE/CRC


   
           



Yammer Share