A A A C
email

Sexta-feira, 19/09/2014

Conquistando Famílias da Creche Sempre Vida Parque da Conquista

Tags: educacaoinfantil.

 

 

A família é o primeiro espaço de convivência do ser humano, onde os pequenos aprendem valores éticos e têm experiências repletas de significados afetivos, representações, juízos e expectativas. A Creche Sempre Vida Parque da Conquista complementa essa Educação, reforçando que a parceria das famílias é fundamental para o sucesso da criança na creche.

 

A Creche Municipal Sempre Vida Parque da Conquista traz para o Rioeduca Família um relato de sucesso de como conquistou a parceria dos pais. Sua proposta educacional enfatiza os direitos fundamentais da criança. Há sério compromisso com a Educação Humanizada voltada para as relações de afeto com as crianças e suas famílias.

 

Portas Abertas


A equipe sempre recebe pais e filhos com carinho. Tanto pela manhã, como também quando precisam sentar para alguma conversa. Não tem hora que seja complicada. Se for para falar sobre a criança, a Creche Parque da Conquista está a postos para dedicar atenção e, assim, juntos, dialogarem e resolverem as questões.

 

 

 

 

Projeto 2014


Segundo a diretora da Creche Parque da Conquista, professora Rute Albanita, o trabalho de estreitar laços com as famílias vem se desenvolvendo há alguns anos e foi fortalecido ainda mais em 2014 com o projeto "Educação Infantil: Afetividade Mediada pela Arte".

“O projeto para 2014 foi refletido com o objetivo maior de alcançar as famílias e aproximá-las do cotidiano de seus filhos. Assim, foram utilizadas todas as datas possíveis para atrair famílias. Como atrativos usamos o dia das mães, dos pais, das avós e da família, afim de que momentos de contemplação, artes e sorrisos fossem vivenciados com tempo e intimidade entre famílias.”

 

 

 

 

 

Dia do Brincar e Reunião de Responsáveis


A Reunião de Responsáveis acontece um sábado por mês e o Dia do Brincar toda última terça-feira de cada mês em todas as Creches e EDIs da Rede Municipal do Rio de Janeiro.

 

 

Na Creche Parque da Conquista, “ os pais participam cada vez mais e seu envolvimento nas reuniões demonstram o respeito que têm pela instituição e o interesse pela educação de seus filhos. Avós, pais e mães não se importam de sentar no chão, brincar de roda, desenhar ou brincar com argila. Eles têm prazer de estar com seus pequenos na creche e, por outro lado, professores, direção e funcionários gostam de tê-los participando. A riqueza contida na troca entre crianças e adultos, famílias e creche resulta em conhecimento, afeto, aprendizagem e alegrias”, diz a professora Rute Albanita.

 

 

 


Passeios


Segundo a diretora da Creche, foram feitos passeios de significado cultural, artístico e afetivo para as famílias. Realizaram teatro espontâneo com fantasias na Quinta da Boa Vista, visitaram o Jardim Botânico, onde tiveram a oportunidade de assistir à contação de histórias e vivenciar experiências com a natureza. Visitaram também a exposição de Salvador Dalí, na qual cada criança esteve na companhia de seu responsável representante.

“A creche procura fazer passeios nos quais muitos responsáveis possam estar presentes, não só para colaborar no cuidado às crianças, mas principalmente para vivenciar momentos de riqueza cultural e integração com as crianças”, finaliza a professora Rute Albanita.

 

 

Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. (BRASIL, 2003, p.122)

 

Agradeço a colaboração efetiva da professora Rute Albanita, diretora da Creche Municipal Sempre Vida Parque da Conquista, nesta matéria.

 

Professora Regina Bizarro
Equipe de Mídias Sociais / SME / RJ

Contatos:

rginabizarro@rioeduca.net


 

                               

 

 

 


  

Sexta-feira, 19/09/2014

Projeto "Ser da Natureza EDI+"

Tags: 10ªcre.

 

O EDI Samira Pires Ribeiro desenvolveu um projeto cujo tema “Ser da natureza EDI+” surgiu da necessidade da religação da criança ao mundo natural. As brincadeiras com gravetos, folhas e objetos da natureza trazidas pelas crianças para o cotidiano da unidade contribuíram para novas histórias, linguagens e cultura.


O EDI 10.26.801 Samira Pires Ribeiro faz parte da 10ª CRE, localizado na Rua Fortaleza de Minas, s/nº, Pedra de Guaratiba. O espaço foi inaugurado em 11 de maio de 2011 e fundado no dia 25 de maio de 2011.

 

 

Diretora Silmara Muller, Coordendora Ana Cristina Dutra

e Diretora Adjunta Maria Helena Domingues.

 

 

PROJETO PEDAGÓGICO ANUAL 2014 "SER DA NATUREZA EDI+"

 

  

 

“Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a cidade. A gente só descobre isso depois de grande (...) as pedrinhas do nosso quintal são sempre maiores do que outras pedras do mundo. Justo pelo motivo da intimidade.”

Manoel de Barros


As crianças que chegam ao EDI Samira são acostumadas ao chão com terra das ruas, a ver árvores e mata nas paisagens e brincar na Praia da Brisa. A região de Guaratiba tem como cultura a pesca e a navegação de barcos na Baía de Sepetiba. Já foi lugar de veraneio por causa das praias e tornaram-se área de lazer. Hoje, as crianças que vivem nessa região, acompanham o crescimento urbano que contrasta com a paisagem rural. Por isso, o projeto pedagógico anual aborda o conhecimento do mundo natural e social a partir da cultura local. 

 

Atividades realizadas:


* Observar os elementos naturais do nosso quintal → Atividades realizadas com as crianças, professoras e agentes de EI, que exploraram o quintal do EDI, observando as plantas, sentindo a textura das folhas, conhecendo frutos, mexendo na terra e brincando com pedrinhas.


* Brincar ao ar livre → Atividades realizadas com as crianças, professoras e agentes de EI, que utilizaram elementos da natureza para desenvolver, por exemplo, a noção de quantidade e de conjuntos, além de promover momentos prazerosos de contação de histórias.


* Investigar os insetos do nosso quintal → As crianças tiveram a oportunidade de conhecer uma variedade de bichinhos do nosso quintal: as borboletas, mariposas, joaninhas, minhocas, pássaros e formigas marcaram presença nessa pesquisa. 


* Aprender a plantar e a cuidar → As crianças tiveram a oportunidade de plantar diversas mudas no quintal e, em vasinhos confeccionados de garrafa pet , preparando a terra, regando, cuidando. O EDI possui vários jardins que são cuidados pelas crianças e educadores.

 

* Caminhar pelo bairro Praia da Brisa → Após conhecer todas as riquezas naturais presentes em nosso EDI, realizamos a “I Caminhada Ecológica EDIMÃES”, na qual contamos com a presença dos familiares de nossas crianças para que juntos, pais, filhos e educadores, pudéssemos observar as belezas da natureza presentes do lado de fora dos muros do EDI até a praia.

 

* Piquenique na praia → Para que as crianças pudessem conhecer o manguezal, planejamos um piquenique na praia, com a participação dos responsáveis, que tiveram a oportunidade de ver esse tipo de vegetação, assim como os animais que vivem nesse ambiente. No final, todo o grupo se deliciou com os lanchinhos preparados carinhosamente pelos responsáveis.

 

Algumas imagens das atividades:

 

 

 

 

 

 

 

 

As crianças, que são curiosas, investigadoras e questionadoras do mundo que as cercam, em contato com o ambiente, puderam repensar o descuido com a natureza e promover sentimentos de generosidade com relação à vida.

 

 

Parabéns aos Gestores, docentes e comunidade Escolar!

 

 

Suelen Corrêa
é Professora da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE

 

Contato:
suelencorrea@rioeduca.net
twitter: @suelencorrea29

 




 

                               

 

 

 


  

Sexta-feira, 19/09/2014

Classe Especial, Viajando pela Leitura

Tags: educaçãoespecial.

 

A leitura é de suma importância para o desenvolvimento intelectual, emocional e social de uma pessoa. E a Escola Municipal Pires e Albuquerque realiza sempre atividades de incentivo à leitura e a Classe Especial nunca fica fora!

 

A professora Fátima Chamarelli, regente da turma CE-01, organizou uma atividade de leitura bem diferente. Ela usou um cartaz que continha o texto chamado "Concurso de Canto", de autor desconhecido, e colocou no quadro para que os alunos observassem.

A partir das cenas, os alunos começaram a contar a história. A professora mediou uma conversa entre eles na qual respondiam perguntas como "você sabe o que é um concurso?", "você já participou de algum concurso?", entre outras.

Os alunos observaram que as ilustrações eram feitas com impressões digitais e produziram um trabalho bem interessante diante dessa descoberta. Eles também fizeram figuras de animais com suas digitais. Veja alguns trabalhos:

 

 

 

Após fazer esses lindos trabalhos, cada aluno da turma produziu um personagem da história "Concurso de Canto". A professora montou a história num cartaz e usou os personagens para ilustrá-la.

 

 

 

Depois a professora Fátima sugeriu que fizessem um vídeo da história. A turma adorou a ideia e aqui está o resultado:

 

 

 

 

Parabéns à turma CE-01 e à professora Fátima Chamarelli pela beleza desse trabalho com sua turma da Classe Especial.

 

Blog da  E. M. Pires e Albuqerque: http://empiresealbuquerque.blogspot.com.br/

 


 

 

Professora Regina Bizarro

Representante do Rioeduca na 5ª CRE.

 

                               

 

 

 


  

Sexta-feira, 19/09/2014

Curso de Extensão Escola Que Protege

Tags: curso, extensão, epf.

 

 

 

A Escola de Formação do Professor Carioca - Paulo Freire, por intermédio da Gerência de Formação Continuada – divulga a abertura de inscrição para o Curso de Extensão Escola que Protege. O curso é realizado pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ –, com apoio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão - SECADI/MEC.

 

2. Os objetivos do curso são:

  • Preparar os professores para o enfrentamento, no ambiente escolar, às situações de violência e preconceito contra crianças e adolescentes, habilitando-os a identificar alunos vitimizados e orientar para o atendimento adequado na rede de proteção local, através de;

   • Conhecer e debater análises contemporâneas sobre a vida em sociedade e a produção dos laços sociais na pós-modernidade.

   • Conhecer e refletir sobre as concepções de infância e adolescência, à luz de breve revisão histórica de sua produção.

   • Conhecer e debater aspectos do desenvolvimento social e dos processos de socialização culturalmente determinados.

   • Debater sobre os princípios da Educação Inclusiva, presentes na LDBEN 9394/96, e sua repercussão no cotidiano escolar: a coexistência das diferenças.

   • Conhecer os marcos legais e órgãos locais que orientam a rede de proteção legal para crianças e adolescentes vítimas de violência.

  • Construir uma proposta de ação educacional para o enfrentamento a situações de discriminação e violência na escola.

3. A Carga Horária do curso compreende 120h/a – 64h/a presenciais (8 encontros x 8h/a) e 56h/a à distância (proposição/planejamento/desenvolvimento de atividade em unidade escolar) – ANEXO 2.

4. O local de realização: Faculdade de Educação/UFRJ – Av. Pasteur, nº 250, fundos, 2º. Andar, Campus Praia Vermelha, sala 207.

5. Será concedido um Certificado de Extensão pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o apoio do MEC/SECADI.

6. Poderão se inscrever no curso Professores Regentes, Diretores, Diretores Adjuntos, Coordenadores Pedagógicos, Professores lotados nas Coordenadorias Regionais de Educação e no Nível Central, desde que atuem junto às Escolas.

7. Os interessados deverão preencher a ficha de pré-inscrição (ANEXO 1), encaminhá-la para o e-mail epfsme@rioeduca.net, até o dia 23/09/2014, e aguardar confirmação de inscrição por e-mail.

8. Serão disponibilizadas 60 (sessenta) vagas.

9. Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos pelo telefone 2253-4387.

 


Atenciosamente,


Ana Cristian Thomé Veneno
Gerente I da Escola de Formação do Professor Carioca – Paulo Freire
Matrícula 11/200.775-5
  

 

Anexos

 

022 CIRCULAR Extensão UFRJ ESCOLA QUE PROTEGE

 

Cronograma dos Encontros

 

Ficha de Pré-inscrição